O papel do distribuidor para garantir a fluidez da cadeia de materiais de construção

Em entrevista, Lilian Esteves conta como a King Ouro está fortalecendo sua atuação para além do provimento de produtos, oferecendo soluções que geram valor para o varejo.

O trabalho do distribuidor de materiais de construção para a fluidez do setor
Foto: Centro de Distribuição - King Ouro / Divulgação.

O papel tradicional do distribuidor de materiais de construção é negociar com fornecedores, receber seus produtos e realizar a distribuição de maneira eficaz para seus clientes, os varejistas.  

Porém, indo muito além do tradicional, estamos acompanhando um movimento voltado ao relacionamento e suporte aos lojistas. Atualmente, o distribuidor está assumindo não apenas o papel de fornecimento de produtos, mas também de suporte para o desenvolvimento dos varejistas, oferecendo apoio na gestão e operação de seus clientes.  

A atuação na prática 

Trabalhar próximo do varejista, pensando junto com ele na estratégia para atender o cliente final, é exatamente como atua a King Ouro, uma das maiores distribuidoras do País, localizada no Rio de Janeiro. Em entrevista exclusiva ao Conversas Construtivas, que será publicada nessa quinta-feira, 27/05, pelo FEICONNECT, Lilian Esteves Lima, diretora da empresa, comenta sobre a importância de ir além das expectativas e ser uma real parceira dos varejistas.   

“Após o início da pandemia, entendemos a necessidade de desenvolvermos o olhar digital do nosso mercado. Fazemos treinamentos internos para que nossos representantes aprendam sobre o universo digital e possam passar esse conhecimento aos nossos varejistas parceiros”, afirma Lilian. Como resultado, a King Ouro não apenas fortalece o varejista, como também colabora para o desenvolvimento do próprio setor. 

Leia também:  

Trabalhando em parceria pelo fortalecimento da cadeia  

O trabalho regional traz grandes benefícios, como a proximidade entre o distribuidor e o varejista. Mas, buscando fortalecer o setor e realizar trocas para aprendizado, os principais distribuidores do mercado decidiram se unir, criando o G8: um grupo composto atualmente por 11 marcas, na qual a King Ouro está inserida. Juntas, as distribuidoras atendem mais de 4.386 municípios brasileiros.  

A entrevista completa com Lilian Esteves Lima, diretora da King Ouro, você encontrará no FEICONNECT, a plataforma digital da Feicon, a partir desta quinta-feira, 27/05. 

No conteúdo, a executiva comenta ainda sobre gestão de pessoas, estratégias que fizeram a empresa crescer significativamente nos últimos anos, e dicas para quem tem aspirações profissionais neste mercado.