Arquitetura do Capitólio é colocada em debate após invasão
A proposta arquitetônica não quer deixar o Capitólio "bonito", mas sim torná-lo um símbolo de difícil acesso (Foto: Reprodução / Dezeen)

Um escritório de arquitetura alemão propôs a construção de uma parede fortificada para dificultar o acesso ao prédio estadunidense

O Opposite Office, famoso estúdio de arquitetura alemão, propõe uma modificação nas redondezas do Capitólio, prédio emblemático do legislativo dos Estados Unidos, para transformá-lo em uma fortaleza, a fim de “proteger a democracia”. A intenção de fortificar a arquitetura do prédio, localizado em Washington DC, é uma resposta à invasão promovida por apoiadores do então presidente Donald Trump.

O conceito, nomeado de “Castelo do Capitólio”, envolveria o prédio com uma parede fortificada de 1,5 metro de espessura.

Em entrevista ao site Dezeen, Benedikt Hartl, fundador do Opposite Office comenta: “Como uma reação à tempestade no Capitólio por apoiadores de Donald Trump, nós projetamos um plano para converter o Capitólio em uma fortaleza para proteger a democracia.”

Esta é uma curadoria de conteúdo feita pela Reed Exhibitions sobre o setor. Para continuar lendo sobre o debate a respeito da Arquitetura do Capitólio, leia o conteúdo completo produzido pela Revista Casa e Jardim.