O que é arquitetura biomimética?

Por Camilla Ghisleni - ArqDaily

0
278
biominética - Instalação Victoria and Albert Museum. Imagem © NAARO via the V&A
Instalação Victoria and Albert Museum. Imagem © NAARO via the V&A

Em 1941, o engenheiro suíço George de Mestral, acompanhado de seu cão, fazia uma das suas caminhadas recorrentes pelos Alpes quando observou que as sementes de uma determinada espécie dotada de espinhos e ganchos colavam constantemente na sua roupa e no pelo de seu cachorro. Foi a partir dessa observação e do estudo de tal planta que, sete anos mais tarde, ele criou o conhecido velcro, um tecido repleto de minúsculos ganchos que possibilitam a sua fixação em determinadas superfícies.

Centro Aquático Nacional de Beijing / PTW Arquitectos. Imagem © David Gray / Reuters / Landov
The National Aquatics Center, also known as the “Water Cube,” was the Olympics venue for swimming events. It’s shown here in a March 2011 photo.

A inspiração de Mestral na natureza, como uma imitação e replicação do comportamento de um organismo biológico, foi popularizada por Janine Benyus, no seu livro Biomimicry – Innovation Inspired by nature (1997) sob o conceito de biomimética. Nele a autora apresenta três vertentes que relacionam a criação e inovação humana com a natureza. A natureza como modelo, a natureza como medida e a natureza como mentora.


Esta é uma curadoria de conteúdo feita pela Reed Exhibitions sobre o setor. Para saber mais sobre o que é arquitetura biomimética e detalhes do conceito apresentado por Janine Benyus, leia o artigo produzido por Camilla Ghisleni para o ArqDaily.

Facebook Comments