7 importantes orientações para a reabertura dos comércios

0
300

Listamos as principais medidas que constam no Protocolo de Retomada encabeçado pela FECOMÉRCIOSP a respeito da reabertura dos comércios de rua em São Paulo

Recentemente, a prefeitura de São Paulo autorizou a reabertura gradual dos comércios de rua, além de alguns serviços considerados essenciais que seguiam abertos como, por exemplo, as lojas de materiais de construção. Contudo, é preciso informar que existe uma série de precauções e medidas a serem seguidas para que os comércios continuem funcionando.

Para isso, o Protocolo de Retomada encabeçado pela FecomércioSP, do qual envolve o Sincomavi parceiro da Feicon, compila as condições citadas pela prefeitura. A seguir, temos um resumo dos pontos levantados que pode respaldar os comerciantes envolvidos.

Vale lembrar que as lojas de materiais de construção têm algumas normas particulares e que pode usar esta lista de forma complementar.

A seguir, 7 importantes orientações para a reabertura dos comércios:

1. DISTANCIAMENTO SOCIAL

Continue dando preferência para as vendas online ou de entrega à domicílio, com o objetivo de evitar aglomeração no local. Entretanto, para atendimentos presenciais, limite a capacidade máxima permitida de acordo com o permitido pela classificação de cores no Plano de Retomada apresentado pelo Governo do Estado de SP.

Oriente seus clientes a irem desacompanhados e invista em horários alternativos para pessoas do grupo de risco. Outro ponto importante é delimitar espaços a fim de cumprir com o distanciamento mínimo permitido.

2. HIGIENE

Nesse sentido, exija o uso de máscara por todos os presentes no estabelecimento tanto os colaboradores quanto os clientes e prestadores de serviço.

Oriente-os a lavar bem as mãos sempre que possível e imediatamente após o contato com dinheiro em espécie. Tão importante quanto lavar as mãos, tenha sempre à disposição o álcool gel 70% para uso de todos.

Em caso de atendimento via delivery, atente-se aos cuidados na manipulação da mercadoria a fim de cuidar de todos que terão algum tipo de contato com o produto (desde a separação até a entrega).

3. SANITIZAÇÃO DE AMBIENTES

Todos os dias, antes da abertura do estabelecimento, reserve um horário para a limpeza rígida e higienização de todos os ambientes que receberão o público. Além disso, a reabertura dos comércios contempla também um cuidado especial com todos os itens de uso comum com carrinhos ou cestas de compras, por exemplo.

Outro ponto importante é se beneficiar da ventilação natural, evitando o uso de ar-condicionado.

4. COMUNICAÇÃO SOBRE AS MEDIDAS PREVENTIVAS

Apesar de todos os cuidados anteriores, é importante comunicar os colaboradores e os clientes de que essas medidas são fundamentais para a reabertura dos comércios.

Nesse momento, é importante suspender áreas ou itens que retardem a saída dos clientes, como café, poltronas, áreas infantis, entre outros.

Certifique-se, inclusive, de que todos estão cientes e conhecem o máximo de precauções para que tudo ocorra bem nesse período. Especificamente sobre as orientações aos colaboradores, cuide para que os mesmos usem todos os EPIs e que lembrem de usar máscaras na locomoção na ida e volta do trabalho.

+Leia também: 10 dicas para as lojas de materiais de construção driblarem a crise

5. COMPROMISSO PARA TESTAGEM TAMBÉM CONTEMPLA AS MEDIDAS DE REABERTURA DOS COMÉRCIOS

É recomendável que seja feita a medição da temperatura corporal dos clientes, ao menos de forma amostral, impedindo os febris de entrarem.

No caso do núcleo de colaboradores, é essencial a confirmação dos mesmos se tiveram algum tipo de contato com caso suspeito ou confirmado de COVID-19. Contudo, é essencial que se estabeleça a prática de medida a temperatura antes do deslocamento até o trabalho e que suspenda a ida em caso de temperatura acima de 37,5.

Se algum dos colaboradores for identificado como infectado pela doença, teste os demais colaboradores, especialmente os que apresentarem sintomas.

6. HORÁRIOS DE EXPEDIENTE E DE FUNCIONAMENTO

Para a reabertura dos comércios é primordial que respeite o horário estabelecido de acordo com o regulamento municipal. É possível, inclusive, reduzir o expediente dos colaboradores a fim de evitar aglomeração desnecessária para esse momento.

No caso das lojas de materiais de construção, já reabertas anteriormente, é importante seguir à risca os horários estabelecidos.

7. ESQUEMA DE APOIO PARA COLABORADORES

Sem dúvidas, esse é um momento de atenção e adaptação. Portanto, estabeleça rodízio ou teletrabalho para aqueles que seja possível ou que não possam se deslocar por algum motivo pessoal.

Nesse caso, o empregador do comércio deve acordar com o empregado uma forma alternativa de manutenção do emprego.


Este conteúdo é uma adaptação do Blog da Feicon com base no conteúdo originalmente produzido pelo Sincomavi. Para detalhes desses e de outros pontos, acesse este link.

Facebook Comments