16 livros de arquitetura e design relacionados a construção civil

0
724

Uma lista de livros para inspirar arquitetos e designers de interiores a terem uma quarentena repleta de cultura!

Para muitos arquitetos e designers de interiores, o início da quarentena foi focado na organização do famigerado home office. Criar ou adaptar um cantinho para o escritório com aquele toque que, certamente, só um olhar profissional consegue ter.

Com local preestabelecido e criação de um novo “normal”, pelo menos por enquanto, é importante aproveitar o momento para descobrir novas atividades e se atualizar profissionalmente.

Por isso, hoje separamos uma lista com 16 livros para inspirar arquitetos e designers de interiores durante a quarentena.


Afinal de contas, conhecimento nunca é demais, além de te preparar para as oportunidades que vão surgir futuramente.

1)  “A Arquitetura da Construção – um Guia para sua obra”

Autor: Heliomar Venâncio
Editora: Zamboni Books
Descritivo: A Arquitetura Da Construção completa a trilogia de livros publicada pelo arquiteto Heliomar Venâncio, que destila seus 33 anos de experiência em canteiros de obras. Apresenta a você 8 Sistemas Construtivos mais usados no mundo, explicando seus segredos e histórias de uma forma simples e ricamente ilustrada para facilitar a compreensão e entendimento do maravilhoso mundo da construção civil.


2)Sistemas estruturais”

Autor: Heino Engel
Editora Gustavo Gili
Descritivo: Quase cinquenta anos depois da primeira edição original alemã, Sistemas estruturais continua sendo um manual clássico e, ao mesmo tempo, inovador. Tornou-se um dos tratados de referência do design de estruturas em arquitetura graças a uma abordagem original que renuncia explicitamente ao enfoque tipológico e ao uso de textos teóricos e cálculos matemáticos para analisar o funcionamento estrutural por meio de gráficos.

Rigorosamente organizado e articulado, o livro apresenta os diferentes sistemas de estruturas mediante séries de desenhos e pequenas descrições que permitem compreender de forma rápida e intuitiva como funciona cada estrutura, os esforços aos quais é submetida e qual é sua relação com a forma arquitetônica.

3) “Atlas de Detalhes Construtivos”

Autor: Peter Beinhauer
Editora: Gustavo Gili
Descritivo:Atlas de detalhes construtivos de Peter Beinhauer converteu-se num guia de referência fundamental para a elaboração da documentação da fase de execução de um projeto arquitetónico. Como complemento do primeiro volume, este segundo livro reúne cerca de 200 pormenores construtivos destinados à reabilitação de edifícios existentes.

A qualidade dos projetos de execução é, em grande medida, marcada pela precisão do desenho dos pormenores construtivos. Centrando-se desta vez na reabilitação de anomalias e patologias dos edifícios, Beinhauer proporciona nestas páginas uma valiosa ferramenta de consulta que servirá de ajuda para especificar, em detalhe, o modo de colocação dos materiais, executar as medições e o dimensionamento dos elementos construtivos e, no geral, para redigir toda a documentação de um projeto de execução. Cada ficha corresponde ao desenho de um pormenor construtivo realizado à escala 1:10 ou 1:5. Para facilitar uma procura rápida e eficaz, as fichas foram organizadas em oito temas: fundações, paredes exteriores, paredes interiores, janelas e portas, pavimentos estruturais de madeira e lajes, varandas, escadas e coberturas.

4) “Urbanismo ecológico”

Autores: Mohsen Mostafavi, Gareth Doherty, Marina Correia, Ana María Durán Calisto e Luis Valenzuela
Editora: Gustavo Gili
Descritivo: Urbanismo ecológico é uma iniciativa da Graduate School of Design da Harvard University que entende o projeto como uma síntese capaz de conectar a ecologia ao urbanismo. A iniciativa tenta evidenciar métodos imaginativos e práticos para abordar as mudanças climáticas e a sustentabilidade no entorno urbano, entendendo a ecologia como um projeto ético e político que abarca o meio ambiente, não apenas como realidade física, mas também sob o aspecto das relações sociais e da subjetividade humana.”

Em 2014 foi publicado em espanhol e português o primeiro volume de Urbanismo ecológico, uma compilação dos textos surgidos dessa linha de pesquisa e ação urbanística da célebre universidade norte-americana. O surgimento daquele volume acarretou uma série de encontros e debates em diversos países da América Latina e o conjunto de ensaios e obras ora reunidos em Urbanismo ecológico na América Latina. Este novo volume, editado por Mohsen Mostafavi, Gareth Doherty, Marina Correia, Ana María Durán Calisto e Luis Valenzuela, apresenta a realidade complexa e poliédrica da América Latina com base em sete eixos temáticos – antecipar, colaborar, sentir, incluir, mobilizar, curar, adaptar –, dialogam com a publicação original, explorando novas interpretações.

5) “Manual de BIM: Um Guia de Modelagem da Informação da Construção para Arquitetos, Engenheiros, Gerentes, Construtores e Incorporadores”

Autores: Chuck Eastman, Paul Teicholz Rafael Sacks, Kathleen Liston
Editora: Bookman
Descritivo: Esta obra, escrita pelo pioneiro na tecnologia BIM e por uma equipe de pesquisadores, é a principal referência internacional na área. Escrita para leigos, em linguagem bastante acessível, aborda tudo que os envolvidos em um empreendimento imobiliário precisam saber para serem bem-sucedidos na implementação do BIM. O que é BIM, como usá-lo, quais são seus benefícios, quais são as barreiras, quem e como o tem usado e com quais resultados.


6)  “Arte de projetar em arquitetura”

Autores: Ernst Neufert e Benelisa Franco
Editora: Gustavo Gili
Descritivo: A 18ª edição deste manual mundialmente reconhecido pode ser considerada uma nova edição. Por um lado, conservou-se a magnífica proposta do original e, por outro, atualizou-se o seu conteúdo, a fim de responder às novas expectativas que surgiram no mundo da construção, especialmente em relação às exigências ambientais.

Arte de projetar em arquitetura é um manual de construção que reúne, de forma sistemática, os fundamentos, normas e prescrições sobre recintos, edifícios, exigências de programa e relações espaciais, dimensões de edifícios, locais, estâncias, instalações e utensílios, tomando o ser humano como medida e objetivo. Nesta edição, muitos dos capítulos foram revisados e atualizados, nos quais os seguintes temas são abordados: instalações esportivas aquáticas, varandas cobertas, hotéis, evacuação de incêndios, móveis e utensílios de cozinha, restaurantes fast-food, fachadas de madeira, normativas de economia energética, elevadores, arquitetura solar, reabilitação e reutilização de edifícios etc.

7) “Cinquenta cadeiras que mudaram o mundo”

Autor: Design Museum
Editora: Autêntica
Descritivo: ‘Cinquenta cadeiras que mudaram o mundo’ lista as principais cadeiras que tiveram impacto no mundo do design. Sobre cada cadeira há uma referência que mostra tanto o que conferiu a ela seu status icônico quanto os designers que lhe proporcionaram um lugar especial na história do design.





8) “Representação Gráfica em Arquitetura”

Autor: Francis D K Ching
Editora: Bookman
Descritivo: Clássica introdução às ferramentas, aos princípios e às técnicas essenciais para traduzir ideias de projetos arquitetônicos em apresentações visuais. Explicações sobre pesos de linha, dimensionamento, perspectiva e informações sobre projeções ortogonais em relação a modelos tridimensionais são alguns dos conteúdos da obra. 




9) “Manual Prático de Arquitetura Para Clínicas e Laboratórios”

Autor: Ronald de Góes
Editora: Blucher
Descritivo: A crise do sistema de atendimento público de saúde no Brasil, esfacelado na sua estrutura física e operacional, tem levado muitos profissionais a implantarem as suas próprias estruturas de atendimento, voltadas, no entanto, mais para uma clientela gerada pelos planos e seguros de saúde privados. As normas do Ministério da Saúde, via ANVISA, organizadas mais para orientar as construções das unidades públicas de saúde, não fornecem orientação para estruturas privadas, que padecem do suporte técnico necessário para serem implantadas.

Estas utilizam, geralmente, por via indireta, os parâmetros construtivos estabelecidos para a rede pública ou, via de regra, a experiência de terceiros e do seu próprio corpo clínico. No caso de Laboratórios, não é muito diferente. Entretanto, em razão de serem estruturas mais complexas, comportando equipamentos sofisticados e caros, além de não serem muito diferenciados dos existentes na rede pública, contam com mais parâmetros normativos para orientarem as suas construções.

10) “Manual do Arquiteto Descalço”

Autor: Johan Van Lengen
Editora: B4
Descritivo: O Manual do Arquiteto Descalço é um clássico da arquitetura sustentável, e um genuíno best-seller, com mais de 300 mil exemplares vendidos em todo o mundo. O arquiteto Johan Van Lengen tornou-se assim um dos mais importantes defensores da arquitetura sustentável, conquistando milhares de seguidores no Brasil e no mundo. Para marcar esse feito, a B4 Editores relança a obra numa edição especial, em capa dura. A Bioarquitetura é um conceito que une ecologia, arquitetura e urbanismo. Revela técnicas e maneiras de construção em harmonia com a natureza e os seus recursos, promovendo o equilíbrio entre o meio ambiente e o desenvolvimento. Nesta obra o arquiteto propõe explicações surpreendentes sobre contextos climáticos, formas e materiais que capacitam soluções sobre energia, água e saneamento que ajudam na obra, através do uso de eco-tecnologias alternativas.

11) “Iluminação no Design de interiores”

Autor: Malcolm Innes
Editora: Gustavo Gili
Descritivo: A luz é uma das principais ferramentas para o designer de interiores e pode transformar a maneira pela qual um espaço é percebido. Com mais de 300 ilustrações e um texto direto e claro, este livro tem uma abordagem detalhada e prática sobre iluminação em design de interiores, dando aos estudantes todos os conhecimentos e informações essenciais para que possam ter sucesso em seus projetos.
– Cobre tanto os princípios de iluminação técnicos como os de projeto;
– Diagramas e sequências de fotografias especialmente criados para o livro explicam a física da luz;
– Estudos de caso de obras de especialistas em luminotécnica mostram o que deve ser iluminado e de que modo;
– Plantas e desenhos detalhados demonstram como representar esquemas de iluminação por meio do CAD e das maquetes eletrônicas

12) “Manual de Projeto e Construção de Passarelas com Estruturas de Madeira”

Autores: Carlito Calil Junior, Julio César Molina, Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho e Erica Fernanda Aiko Kimura
Editora: Pini
Descritivo: Este pequeno manual ressalta as qualidades da madeira assim como descreve a origem e os conceitos do dimensionamento de estruturas de madeira para construção de passarelas. Os interessados na compreensão dessas estruturas encontrarão informações para o projeto construção análise dinâmica e estabilidade global das passarelas bem como aspectos de conforto tratamento e preservação. As explicações são ilustradas com fotos e desenhos de passarelas de madeira construídas no Brasil e vários outros países.

13) “Desenho Técnico para arquitetura, engenharia e construção (AEC)”

Autor: Ricardo Costa
Editora: Engebook
Descritivo: O livro visa sintetizar e relacionar a informação mais relevante para o domínio do Desenho Técnico na indústria da Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC),e surgiu da constatação da dificuldade com que os alunos e profissionais destes setores se deparam com a forma como esta informação atualmente se encontra fragmentada e, frequentemente, desatualizada e contraditória.

No entanto, como o Desenho Técnico na indústria da AEC partilha algumas regras e procedimentos com as demais indústrias, o documento também faz uma referência inicial às regras e procedimentos transversais em Desenho Técnico. A indústria da AEC (Arquitetura, Engenharia, Construção) é um dos motores de qualquer sociedade civilizada e emprega diretamente ou indiretamente uma fatia considerável da força de trabalho disponível.

14) “Archidoodle: o livro de esboço do arquiteto”

Autor: Steve Bowkett
Editora: Gustavo Gili
Descritivo: Este livro é dirigido a todos os interessados em arquitetura, mas em especial àqueles que gostam de desenhar, rabiscar e sonhar com nosso mundo em construção. Ele está organizado em torno de uma série de exercícios de desenho que vão do divertido ao acadêmico, do informativo ao inspirador.
O autor escolheu edifícios e paisagens que pudessem estimular a criatividade para novos designs arquitetônicos e, ao mesmo tempo, ilustrar alguns conceitos que sustentam a arquitetura “moderna”.

15) Design de interiores: guia útil para estudantes e profissionais

Autor: Jenny Gibbs
Editora: Gustavo Gili
Descritivo: O design de interiores se converteu em uma profissão reconhecida, embora a indústria que gere seja complexa e ainda pouco conhecida. Esta nova edição de Design de interiores proporciona uma base sólida sobre os princípios do design, descreve as aptidões necessárias ao designer de interiores, analisa as diferentes opções de desenvolvimento da carreira profissional e apresenta uma análise equilibrada do setor.
Este livro reúne história, teoria e prática do design de interiores e aborda temas como a elaboração do programa de necessidades junto ao cliente, as apresentações dos desenhos e amostras, a escolha dos materiais e o planejamento e gerenciamento de projetos. Embora esteja dirigido a estudantes, este livro também pode servir como referência para a prática profissional e para todas as pessoas interessadas em design de interiores.

16) Arquitetura: Forma, Espaço e Ordem

Autor: Francis D K Ching
Editora: Martins Fontes
Descritivo: Há mais de 30 anos, esta bela obra é a introdução clássica ao vocabulário fundamental do projeto de arquitetura. Esta referência visual examina como são organizados a forma e o espaço no ambiente construído. Utilizando desenhos meticulosos, sua marca registrada, o professor Ching apresenta a relação entre os elementos fundamentais da arquitetura ao longo da história e em vários contextos culturais.



Tem algum livro aí na lista de livros que você já leu ou mesmo tem outras sugestões para indicar?

Conta pra gente! Queremos manter continuamente nosso incentivo e fomento ao setor da construção civil, seja presencial ou virtualmente.

Facebook Comments