O gasômetro que virou cidade do futuro

0
122

Desde o mês passado um pequeno ônibus sem motorista circula pelo bairro de Schöneberg, nos arredores de Berlim. Um trajeto com cinco curvas, pouco menos que um quilômetro, percorrido de ponta a ponta várias vezes ao dia. No caminho, ele passa pela maior estação de carregamento para carros elétricos da Alemanha, por geradores eólicos, carros compartilhados e prédios inteligentes que só consomem a energia estritamente necessária.

O ônibus é o Olli, uma das primeiras propostas de transporte público autônomo em teste no mundo. O espaço em que ele circula é o de um antigo gasômetro do século XIX, onde desde 2008 funciona o Europäisches Energieforum, chamado de Euref. O que começou como um projeto imobiliário para reunir empresas com pesquisa de ponta nas áreas de mobilidade, transporte, energia e sustentabilidade é hoje uma grande concentração de escritórios. São 65 mil metros quadrados, onde 2,5 mil pessoas de mais de cem companhias trabalham diariamente.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Valor Econômico com a matéria completa.

Facebook Comments